Como tratar Epidermólise pós-cirúrgico

Como tratar Epidermólise pós-cirúrgico

2 minutos Epidermólise: Consiste na perda da camada superficial da pele, em torno da incisão cirúrgica. É causada pela manipulação cirúrgica e pela tensão imposta a cicatriz cirúrgica. Normalmente evolui bem, não alterando a qualidade da cicatriz final. Em Lipoaspiração é muito comum esta intercorrência no local onde introduz a cânula. Em Abdominoplastia pode ocorrer em algumas partes da incisão abdominal, é mais comum aparecer em fumantes e diabéticos. Em Lifting facial normalmente a epidermólise forma no final das incisões da região occipital. Em Leia mais

COMO TRATAR HEMATOMAS PÓS-CIRÚRGICO

COMO TRATAR HEMATOMAS PÓS-CIRÚRGICO

5 minutos HEMATOMAS APÓS A CIRURGIA Após a cirurgia, podem ocorrer várias complicações, entre as quais o hematoma após a operação. Por algum motivo, ele ocorre, o que é, qual é o seu impacto sobre a saúde de um paciente, e quais as formas de tratamento que existem?   O hematoma, ou tumor de sangue ou nódoa negra. Todas as definições tem o mesmo significado, é uma coleção de sangue em um órgão ou tecido ocasionado pelo rompimento dos vasos sanguíneos de maior calibre, Leia mais

Como tratar nódulos pós-cirúrgico

Como tratar nódulos pós-cirúrgico

2 minutos  Como tratar nódulos pós-cirúrgico Em uma lipoaspiração a drenagem linfática ajuda a minimizar a fibrose, pois retira o líquido acumulado na região operada. Quanto mais líquido retido, maior será o espaço vago que o corpo deverá ocupar com cicatriz. A cicatrização exagerada nos tecidos internos é uma das mais temidas complicações após a cirurgia plástica. Ela ocorre principalmente no tecido subcutâneo, mas também pode acometer a superfície da musculatura. Os nódulos são formados no meio das fibroses espalhadas no tecido subcutâneo em Leia mais

Como tratar aderência pós-cirúrgico

Como tratar aderência pós-cirúrgico

3 minutos  Como tratar aderência pós-cirúrgico A aderência acontece por uma resposta de nosso organismo a fatores da cirurgia, elas podem ocorrer em qualquer área operada, uma vez formada, as aderências ficam rígidas e com o passar do tempo pode aumentar de tamanho nesses casos a aderência causa a deformidade da pele, o tratamento para aderência consiste primeiro tratar o excesso de colágeno no tecido subcutâneo que depois vai forma as fibroses que pode ser identificada como nódulo endurecido é comum que retenham líquidos Leia mais

Como tratar seroma pós-cirúrgicos.

Como tratar seroma pós-cirúrgicos.

5 minutos  Como tratar seroma pós-cirúrgicos. Os seromas podem surgir após qualquer cirurgia, dependendo da predisposição de cada um e da forma como o corpo reage às diversas agressões, na cirurgia plástica e na lipoaspiração quanto mais se tira de gordura maior a chance de formar Seromas, pois se cria espaços vazios que vão ser preenchidos por uma coleção de líquidos de forma profunda decorrentes do deslocamento do tecido adiposo. No entanto, este problema é mais comum em: • Cirurgias extensas, como remoção da Leia mais

Quais os efeitos da cirurgia plástica no organismo.

Quais os efeitos da cirurgia plástica no organismo.

4 minutos Quais os efeitos da cirurgia plástica no organismo. As cirurgias plásticas convencionais e a lipoaspiração, por se constituir em uma técnica invasiva, representam uma agressão que provoca uma reação em cadeia em todo o sistema de defesa do corpo e danifica toda a rede linfática periférica e alguns vasos linfáticos superficiais dificultando o escoamento linfático e também o escoamento do líquido residual deixado pelas cirurgias, bem como o seroma formado pelo organismo, esse processo faz com que o organismo entre em ação Leia mais

Quando começar a drenagem linfática?

Quando começar a drenagem linfática?

3 minutos Vou te mostrar Dois pontos importantes que você precisa saber. Quando começar a drenagem linfática? Para que se tire o maior proveito da drenagem linfática esta deve ser aplicada ainda durante as primeiras 24 horas após o término da cirurgia sobre as vias de escoamento da linfa. Vou mostrar os dois principais motivos da drenagem logo no inicio. Primeiro: Trabalha com o emocional do cliente No plano emocional acalma e conforta o cliente que se sente enfraquecido pelo stress cirúrgico, ameniza o Leia mais

Como tratar manchas após lipoaspiração

Como tratar manchas após lipoaspiração

5 minutos Essas manchas são chamadas popularmente por hematoma, mas, na realidade a maioria são equimoses, por serem arroxeadas ou muitas vezes ate preta isso varia de acordo com o foto tipo e da sensibilidade capilar da pele, é muitas vezes confundida com hematoma, existe uma diferença grande entre hematoma e equimose. O hematoma é a ruptura de um vaso sanguíneo e a equimose é a ruptura de um capilar sanguíneo ou vaso de menor calibre. De sete a dose dias ficam assim.   Leia mais

Como fazer drenagem linfática pós cirúrgico: <strong>3 etapas que você precisa seguir.</>

Como fazer drenagem linfática pós cirúrgico: 3 etapas que você precisa seguir.

6 minutos Como fazer drenagem linfática pós cirúrgico: 3 etapas que você precisa seguir. A cirurgia é uma agressão ao corpo, e os capilares superficiais em sua maioria são destruídos e formam uma estase vascular superficial, da qual surge várias intercorrências que nós profissionais de estética estamos aptos a resolver. Pois se em um pós cirúrgico as manobras não são realizadas corretamente os resultados são muito ruins. Pensando nisso nas primeiras horas realizo as manobras de bombeamento profundo sem retirar a mão do lugar, Leia mais

Como tratar fibrose pós cirúrgico <strong>O que são fibroses</>

Como tratar fibrose pós cirúrgico O que são fibroses

3 minutos   As fibroses são cicatrizes internas que lembram cordões eles se formam aonde foram realizadas lipoaspiração ou o local onde foi descolada a pele para fazer cirurgia de retirada de excesso de pele. O organismo responde ao processo inflamatório enviando inúmeras células reparadoras ao local, assim com o decorrer dos dias essa região começa endurecer, podem ocorrer em maior ou menor grau, isso acontece porque proteínas são acumuladas de forma crônica atrapalhando o funcionamento dos fibroblastos, que são os responsáveis pela cicatrização, Leia mais