Fibrose em cirurgia de mama.

Tempo de leitura: 2 minutos

De acordo com a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, a cirurgia plástica das mamas ocupa o segundo lugar no ranking das cirurgias plásticas mais realizadas no país, ficando atrás apenas dos procedimentos realizados no abdômen.

As cirurgias plásticas das mamas, também chamadas de mamoplastia, compreendem a cirurgia redutora, de aumento e de levantamento das mamas.

Nos primeiros meses a cicatriz encontra-se avermelhada, tornando-se esbranquiçada com o tempo. Por volta do terceiro mês ocorre a báscula da mama (acomodação), a qual produz o contorno arredondado da região inferior da mama, que logo após a cirurgia fica retificada. O resultado final é alcançado entre seis meses e um ano

Entre as complicações específicas da mamoplastia de aumento podemos citar a formação de uma cápsula fibrosa ao redor da prótese, podendo ser necessária a sua remoção ou substituição; infecção e rejeição de próteses. A chance de ocorrer fibrose gira em torno de 5%.

São feitos massagens na prótese no pós-operatório justamente para diminuir a formação de cápsula fibrótica ao seu redor. Atualmente já existem estudos suficientes comprovando que não há nenhuma relação entre colocação de prótese e aumento de probabilidade de câncer de mama. E a amamentação também não é prejudicada com a colocação das próteses.

Quanto às cirurgias de redução e levantamento das mamas, as complicações possíveis são posição assimétrica dos mamilos, perda de sensação, incapacidade de amamentar após a cirurgia (pela retirada de grande parte das glândulas mamárias), deiscência (abertura de pontos) e sofrimento da pele.

Os riscos emocionais incluem a sensação de que as mamas parecem imperfeitas, ou a de que a reação das outras pessoas não é a esperada.

As fibroses que ocorrem nas cicatrizes formando uns cordões na direção das costelas são raras, mas quando acontece o profissional habilitado vai mobilizar esses cordões com cuidado para não romper a cicatriz, essas manobras são feitas em vários sentidos para desfazer os cordões e o tecido se organizar. Costumam desaparecer após seis meses. A melhor forma de prevenir as fibroses é seguir as recomendações médicas.

E se acontecer procure um profissional  habilitado para tratar fibroses, não tente receitas caseiras para tratar fibroses, o resultado pode não ser agradável.

Fiquem atentos, CADASTRE SEU EMAIL NESTE BLOG  e aqui esta o link para você ter acesso a um  E-book  sobre como confeccionar os moldes usados por baixo das malhas compressivas usadas depois da cirurgia plástica.

Gostou do conteúdo então corre lá e assine meu canal  youtube  que toda semana vou colocar uma novidade sobre pós-cirúrgico.

Facebook 

1 comentário


  1. Ola luciene! Tenho 2meses de prótese nos seios mais a mama esquerda me incomoda muito sinto ela se mover e doer o tempo todo sinto um grande desconforto como se alguém tivesse comprimindo o meu peito o tempo todo.tudo q falo pro meu médico ele diz q e normal…ja não aguento mais pq sinto dor principalmente quando levanto o braço,.quando fico muito tempo sentada quando me levanto tenho q segurar o peito pq ele doi da a impressão q a prótese da fora do lugar.ja tomei antibióticos antiflamatorios e nada.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.