Como tratar hematoma após lipoaspiração.

Tempo de leitura: 2 minutos

Nesse artigo vou dividir uma experiência.

Recebi na minha cabine de estética uma cliente que tinha sido submetida à mini lipoaspiração e de um lado do abdômen ela estava com seroma e do outro lado estava com um hematoma, as duas intercorrências tem como tratar, porém o hematoma é mais difícil, principalmente se a cliente não puder voltar ao médico para puncionar.

O tempo para liquefazer hematoma é mais longo por isso pode deixar sequelas no local aonde é formado, e como as duas intercorrências foram no abdômen deu um pouco de trabalho porque tive que fazer coisas diferentes no mesmo abdômen.

Primeiro fiz a drenagem linfática para diminuir o edema local e saber a dimensão de cada intercorrência, o hematoma estava bem coagulado e sem responder a estimulo manual, então mesmo sabendo que o ultra som poderia iniciar uma neocolagenase pelo estimulo dos fibroblastos, e com isso formar uma capsula fibrosa em volta do hematoma e acabar virando uma pseudobursa, mas eu precisava do efeito mecânico e tixotrópico do ultrassom para permear as membranas e fazer o estimulo do coagulo para o mesmo se liquefazer e facilitar a sua eliminação pelos fagócitos e pelos capilares linfáticos locais.

Fiz o ultra som continuo e pulsado em dias alternados na área com hematoma e no lado com seroma fiz a drenagem normal de escoamento, com 15 dias a paciente já estava com o abdômen quase todo igual.

Junto com as drenagens fiz também massagens de liberação de fibroses para facilitar o escoamento e desmanchar os cordões fibroticos que formavam dia a dia, foi uma faz e desfaz ate tudo se organizar.

Usei também moldes diferentes para comprimir os lados do abdômen, todos confeccionados de acordo com a medida de cada intercorrência.

Depois de 30 dias o resultado foi excelente e a cliente esta com o resultado que queria e com os lados do abdômen igual.

Essa e outras experiências vou dividir com vocês.

Fiquem atentos, CADASTRE SEU EMAIL NESTE BLOG Baixe agora seu  E-book sobre como confeccionar os moldes usados por baixo das malhas compressivas usadas depois da cirurgia plástica.

Gostou do conteúdo então corre lá e assine meu canal  youtube  que toda semana vou colocar uma novidade sobre pós-cirúrgico.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.