Quando começar a drenagem linfática?

Quando começar a drenagem linfática?

Tempo de leitura: 3 minutos

Vou te mostrar Dois pontos importantes que você precisa saber.

Quando começar a drenagem linfática?

Para que se tire o maior proveito da drenagem linfática esta deve ser aplicada ainda durante as primeiras 24 horas após o término da cirurgia sobre as vias de escoamento da linfa.

Vou mostrar os dois principais motivos da drenagem logo no inicio.

  • Primeiro: Trabalha com o emocional do cliente No plano emocional acalma e conforta o cliente que se sente enfraquecido pelo stress cirúrgico, ameniza o desconforto de curativos e cintas e diminui o incomodo da mobilidade restrita das áreas operadas.
  • Segundo: No plano funcional a drenagem abre as comportas para o livre escoamento dos líquidos excedentes evita a formação de edemas, a drenagem indireta aumenta o fluxo nas áreas anexas tem ação estimulante sobre a drenagem da região operada.

Para um atendimento preciso a comunicação entre o cirurgião e o profissional da drenagem é imprescindível.

Como pré-requisito, o profissional precisa receber do cirurgião as delimitações das áreas operadas e conhecer exatamente os caminhos possíveis de escoamento, além de estar tecnicamente habilitado a exercer as manobras corretas com a pressão adequada a cada cliente.

A falta de habilitação dos profissionais de drenagem linfática desestimula muitos cirurgiões plásticos de mandar seus clientes para a drenagem; alguns liberam os clientes para a drenagem somente 7 a 20 dias após a cirurgia e alguns por insegurança no atendimento só libera a paciente depois de 30 dias. Nestes casos já se perdeu um tempo valioso que não pode ser recuperado, porque a fase mais crítica para a formação de seromas e fibroses nos é 7 primeiros dias após a cirurgia. Neste período somente o edema esta visível, mas seromas já encapsularam e as fibroses já estão instaladas é difícil reverter estes casos.

Toda drenagem linfática, independentemente da região operada, deve ter seu ponto de partida nos ângulos venosos, situados na região subclavicular, no ângulo formado pela junção das veias subclávias com as veias jugulares internas. Neste lugar toda a linfa é devolvida à circulação sangüínea através dos principais ductos linfáticos. A linfa mistura-se ao plasma sangüíneo fazendo parte dele. Durante a passagem do sangue pelos rins o excesso de líquido é retirado do sangue e eliminado em forma de urina.

E para você que ficou ate o final deste artigo, você pode ver que tem que saber muito       sobre o pós-operatório,você aprendeu a importância da drenagem logo nas primeiras horas de cirurgia no plano emocional e no plano funcional, viu o quanto é importante esse primeiro contato, viu também que toda drenagem pós-cirúrgica tem que ter o ponto de partida no ângulo venoso pois temos que preparar a região onde vai receber todo liquido excedente de um pós-cirúrgico.  E se você deseja saber mais sobre pós-cirúrgico e de como se aprofundar nesse assunto cadastre seu email na nossa lista vip neste blog para receber os nossos conteúdos em primeira mão assine meu canal no youtube   toda semana vou colocar um vídeo sobre algum assunto pós-cirúrgico, e também você pode curtir minha pagina no Facebook .

Baixe agora seu  E-book sobre como fazer os moldes de E.V.A e espuma ensinando o passo a passo de como fazer para cada cliente, desta forma você vai ter um diferencial e ainda por cima aumentar seu faturamento.

Um abraço e ate breve.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.