Como fazer drenagem linfática pós cirúrgico: 3 etapas que você precisa seguir.

Tempo de leitura: 6 minutos

Como fazer drenagem linfática pós cirúrgico: 3 etapas que você precisa seguir.

A cirurgia é uma agressão ao corpo, e os capilares superficiais em sua maioria são destruídos e formam uma estase vascular superficial, da qual surge várias intercorrências que nós profissionais de estética estamos aptos a resolver. Pois se em um pós cirúrgico as manobras não são realizadas corretamente os resultados são muito ruins.

Pensando nisso nas primeiras horas realizo as manobras de bombeamento profundo sem retirar a mão do lugar, a fim de não movimentar a pele e não enviar líquido residual para áreas descoladas, isso faz com que sejam espalhados os resíduos de modo uniforme, o que facilita sua absorção pelos capilares linfáticos saudáveis e os que já estão se reestruturando.

Primeiro passo para resolver é você saber qual tipo de cirurgia foi feita quais as limitações do médico fez. E sempre respeitar as orientações do cirurgião, pois foi ele que fez a cirurgia é ele que vai te orientar com relação às áreas descoladas, se o médico não mandou por escrito qual tipo de cirurgia pegue o contato dele com a sua cliente e ligue pessoalmente para o médico se identifique e pergunte qual técnica ele usou se tem alguma orientação especifica depois que você se informou sobre a cirurgia pode começar o atendimento. As manobras certas evitam que se formem cápsulas com líquidos infiltrados durante a cirurgia que podem aumentar o volume de seroma formado no local uma cápsula cheia de líquido e esse processo podem causar fibroses e aderências.

As três etapas que vou te mostrar agora são fundamentais para um bom atendimento pós cirúrgico.

  • Como começar a drenagem
  • Posicionamento do cliente
  • A importância do relaxamento nos pós cirúrgico.

Primeira etapa: Como começar a drenagem

Inicio da drenagem no angulo venoso.

A drenagem começa sempre pelo ângulo venoso e a drenagem do restante do corpo vai ser de acordo com a cirurgia feita. Sempre trabalhar respeitando a fisiologia linfática, respeitando ritmo e pressão dos vasos linfáticos lembre-se o fluxo linfático segue a nossa respiração e normalmente respiramos de 15 a 18 vezes por minuto.

Segunda etapa: Posicionamento do cliente

Cliente sentada para desbloqueio crista ilíaca.

A cliente pode ficar primeiro sentado para desbloqueios iniciais, assim você vai dar mais segurança e conforto, tira o medo do toque nas áreas operadas depois a deite com cuidado respeitando as recomendações médica de posicionamento do tronco e pernas, nos primeiros dias não deve virar de lado para não levar líquido para a cintura, pois ele já vai para esta região por instinto orgânico e quando acumula nessa região, que fica muito dolorida porque este é o caminho de escoamento linfático em direção aos gânglios inguinais e ilíacos superficiais e profundos. Não se deve ficar em decúbito ventral por muito tempo em caso de lipoaspiração de tronco para não acumular líquido no abdômen, porque o panículo adiposo do abdômen é espesso e muito elástico, durante a lipoaspiração formam várias trabéculas e a pele fica muito descolada, o que facilita o acúmulo de líquido e tende a formar cápsulas fibrosas com líquidos.

Forma correta de deitar o cliente, e depois iniciar o relaxamento antes da drenagem.

Terceira etapa A importância do relaxamento nos pós cirúrgico.

Depois que a cliente estiver deitada faça primeiro um relaxamento do trapézio, pescoço e nuca: toque entre as mamas puxando para o trapézio e a nuca e com as pontas dos dedos fazer bombeamento e rotação no final da nuca até o início do osso occipital Com as mãos abertas faça compressão de 10 segundos em três pontos da cabeça. Essas manobras vão liberar endorfina na circulação relaxam e da mais segurança para a cliente e cria uma sintonia entre profissional e cliente aumentando à confiança de ambas as partes. Quando você traz segurança para o cliente tudo vai ficar mais fácil, o restante da drenagem vai ser mais fácil e diminui o medo e a insegurança do cliente com relação a você ter que colocar a mão em áreas descoladas ou cortadas.

Para você conseguir atender bem com segurança e deixar o cliente seguro basta seguir essas etapas de Como começar a drenagem da forma correta dando segurança e conforto. O Posicionamento o cliente da forma correta seguindo as orientações do médico responsável e saber a importância do relaxamento nos pós cirúrgicos é fundamental no inicio de uma drenagem pós cirúrgica.

E para você que ficou ate o final deste artigo, você pode ver que tem que saber muito sobre o pós operatório,  você aprendeu três etapas importantes para dar inicio ao atendimento pós cirúrgico, viu o quanto é importante esse primeiro contato, viu também que toda drenagem pós cirúrgica tem que ter o ponto de partida no ângulo venoso, aprendeu que se você começar com a cliente sentada ela vai ficar mais segura na hora de se deitar para a drenagem linfática, viu também a importância do relaxamento para preparar o cliente para a drenagem completa, pois temos que preparar a região onde vai receber todo liquido excedente de um pós cirúrgico.  E se você deseja saber mais sobre pós cirúrgico e de como se aprofundar em pós cirúrgico cadastre seu email na nossa lista vip neste blog para receber os nossos conteúdos em primeira mão assine meu canal no youtube toda semana vou colocar um vídeo sobre algum assunto pós cirúrgico, e também você pode  curtir minha pagina no face book .

Baixe agora seu E-book sobre como fazer os moldes de E.V.A e espuma ensinando o passo a passo de como fazer para cada cliente, desta forma você vai ter um diferencial e ainda por cima aumentar seu faturamento.

Gostou do conteúdo então corre lá e assine meu canal youtube que toda semana vou colocar uma novidade sobre pós cirúrgico.

Um abraço e ate breve.

Luciene Martins.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.